Boletim informativo de janeiro 2018


"O que importa não é o simples fato de ter vivido, mas
a mudança que conseguimos imprimir
vida dos outros "
.
Nelson Mandela

DAS MISSÕES

Novas comunidades das irmãs da providência

Com a abertura das novas comunidades das Irmãs da Providência também a ação de Solidarmondo deve abrir as suas portas a novas realidades pois de acordo com o seu carisma das Irmãs da Providência sempre funciona na realidade da pobreza.

A comunidade de Joanesburgo 19 March 2016 nasceu e é a segunda comunidade das Irmãs da Providência na África do Sul. No primeiro período, as irmãs faziam visitas às famílias para serem conhecidas e despertar confiança. Agora as principais atividades, além da pastoral, são:

  • o jardim de infância que principalmente acolhe as crianças mais pobres do bairro. As famílias são muito pobres e, portanto, as crianças doam apenas uma oferta muito pequena de acordo com suas possibilidades. A escola está aumentando cada vez mais porque, além da educação, as crianças recebem café da manhã, almoço e lanches. A escola realmente precisa ser apoiada para continuar as atividades. Aqui também é possível aplicar a fórmula dos suportes de distância
  • a colaboração com o centro "Ansioso para criar", que lida com crianças abandonadas, órfãos e todos os pobres que batem à porta.

Até as crianças de Joanesburgo nos esperam

.

DE VOLUNTÁRIOS

Barasat - Home of Providence-9 Dezembro -6 Janeiro 2018

Deixe-me apresentar-me: Eu sou um 55 anos de mulher adulta, o trabalho de cerca de 30 com as crianças como um professor, (isso claro para mim é fundamental para entender melhor a minha abordagem para o que eu experimentei todos os dias durante esta minha viagem inesquecível do coração) e I sempre teve um grande desejo interior: poder ir à terra das missões para dar ...

Já se passaram vários anos em que eu ainda tive a oportunidade de me voluntariar primeiro com o CRI e, há alguns anos, passei algumas tardes maravilhosas em uma casa de família das Irmãs de Providence. Finalmente no 2015 conheci a associação Solidarmondo, que através de um curso, me permitiu partir para a Índia.
A viagem começou a tomar forma em janeiro 2016 assistir à noites e tardes Curso para ações de solidariedade, que acompanha e estimula você a refletir sobre suas motivações. Eu começo? Mas por que eu vou embora? ... Finalmente eu começo o 8 Dezembro, aterrissando em Calcutá Eu disse para mim mesmo: Uau, eu fiz isso! Para ser honesto, a primeira impressão foi um pouco deprimente, as primeiras imagens foram um tapa na cara ... mas quando vi a porta da casa aberta, meu coração teve um início ... Agora, é muito difícil para mim dizer o que que vivi, emoções e sentimentos são pessoais e íntimos; Posso dizer-lhe que me senti imediatamente acolhida pelas meninas, a minha permanência com elas nunca foi intrusiva, mas entrei com lentidão e calma, respeitando sua rotina.
Eu poderia compartilhar momentos da vida cotidiana realista, nunca artificial. As meninas mais velhas aceitaram a minha presença quando perceberam que eu não iria julgá-las, desde o menor que eu me sentia protegido até, elas controlavam que minhas roupas eram adequadas e elas se preocupavam que eu estivesse bem !! empatia L' com todos eles tinham surgido de olhares compartilhados, como sorrisos devolvidos, a partir do reconhecimento de cada um quando eu memorizado seus nomes e muitas mãos cruzadas na mina durante alguns particularmente intensos momentos do dia: as orações da noite, os nomeações no terraço no início da tarde ou em um bom dia.
A presença de voluntários deve ser, na minha opinião, menos intrusivo possível, observação pura em primeiro lugar, em seguida, passar para uma abordagem de disponibilidade total nos pequenos momentos que fazem a diária ... continuar na ponta dos pés, tendo o máximo respeito pela vida que nos cercam que têm experiências tristes e complicadas. Nossa presença não é básica para eles, exceto pelo carinho que podemos dar a eles, mas torna-se significativo se retornarmos para nos deixar saber a missão e tentarmos conscientizar as pessoas ao nosso redor.
Antes de concluir, um sincero agradecimento a todas as Irmãs da Providência que encontrei. Irmã Annis e Irmã Lúcia, têm estado disponíveis e pacientes para me levar durante suas saídas, para me permitir conhecer outras realidades, modos de vida e relacionamentos não comparáveis ​​com nossa sociedade ocidental. Barasat é agora parte do meu caminho, todos eles estão em meus primeiros pensamentos quando eu acordo e nos últimos quando vou dormir.

Antonella Peresutti

.

GRUPOS DE GRUPOS

SOLIDARMONDO UDINE - Curso de Formação

A Solidarmondo Udine organizou para os seus membros um curso de formação intitulado "Comunicação e marketing para a cooperação internacional". O curso financiado pela CSV FVG será dirigido pela Dra. Carolina Venturini e terá lugar em Orzano nos dias 3 e 10 de fevereiro.

Por favor, note que em janeiro 26 janeiro o curso de SPA começará para os voluntários que partem para as missões (ver notícias de novembro)

As reuniões ajudam a entender o que é hoje a realidade das desigualdades econômicas e sociais entre o norte e o sul do mundo, e quais perspectivas reais de mudança existem. Um caminho para promover mudanças culturais e sociais em nossas vidas diárias.
Para informação: Irmarosa 3478597724

SOLIDARMONDO UDINE - Noite Musical

Este é o nono ano em que as Irmãs da Providência e Solidarmondo Udine organizam uma noite musical destinada a apoiar missões nos países pobres do mundo. Como sempre, este evento foi organizado pela associação "MusicaMia", com sede em Selvis di Remanzacco (UD).
Para a animação da noite, o MusicaMia convidou dois grupos musicais: o "Quartetto Stradivarius" e o quinteto de latão "Sunday Brass".
As ofertas coletadas foram doadas ao projeto "Um prato de arroz, uma menina na escola" para as missões de Mianmar. Nesta ocasião, houve jovens irmãs 4 de Mianmar que abriram a noite com algumas canções características de seu país.
Aqui está um pequeno vídeo que relembra essa linda iniciativa: https://youtu.be/hHDhQBxwKBk